Pesquisar

Carregando...

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Internet por fibra óptica da Copel Telecom chega a São Jerônimo da Serra em novembro


A Copel Telecom iniciou nesta semana a oferta do serviço de internet de banda extralarga por meio de fibras ópticas para clientes residenciais e comerciais de Cândido de Abreu, na região central do Paraná. O lançamento faz parte do plano de expansão da Copel Telecom nos Campos Gerais, que inclui R$ 4,9 milhões de investimentos na construção de rede de fibras nas áreas urbanas de 12 municípios da região. 

A internet ultrarrápida da Copel, com velocidade de conexão de até 100 Mbps (megabits por segundo), já estava à disposição de grandes empresas dos municípios e agora passa a ser ofertada também para clientes residenciais e pequenas e médias empresas. 

FÁBRICA - Um dos motivos que levou a Copel Telecom a ampliar sua rede de fibra óptica na região foi a expansão da fábrica de celulose da Klabin, em Ortigueira. Nos Campos Gerais, além de Cândido de Abreu, já são atendidos pela banda extralarga da Copel também Telêmaco Borba, Tibagi, Castro, Irati, Congonhinhas, Sapopema, Reserva e Imbaú. Resta apenas São Jerônimo da Serra, onde o serviço começará a ser oferecido no início de novembro. 

“A expansão para clientes residenciais e comerciais atende à demanda por internet de qualidade em todo o Paraná, em especial nessa região que está passando por forte desenvolvimento”, afirma o diretor-presidente da Copel Telecomunicações, Adir Hannouche. 

AEN


Lei Seca será das 6h às 18h no segundo turno no Paraná

Neste domingo (26), a "Lei Seca" no Paraná funcionará nos mesmos moldes do primeiro turno das eleições, realizado no dia 5 de outubro. De acordo com a resolução de nº 251/2014, publicada no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira (21), fica proibida a venda, a compra e o consumo público de bebidas alcoólicas no período compreendido entre 6h e 18h do dia 26. 

O documento, assinado pelo secretário estadual da Segurança Pública, Leon Grupenmacher, aponta que é uma "medida de cautela e no escopo de garantir a ordem e a tranquilidade pública, no transcurso do pleito eleitoral". 

A pena, para quem não cumprir a resolução, é de detenção de até dois meses e pagamento de 60 a 90 dias-multa (valor a ser definido pela autoridade competente), baseado no artigo 296 do Código Eleitoral.
Agência Estadual de Notícias

Polícia investiga falso médico em Uraí

A Polícia Civil de Uraí, na Região Metropolitana de Londrina, abriu inquérito para investigar a conduta de um falso médico que vinha atuando como plantonista na Santa Casa da cidade. A investigação teve início em agosto, depois que um paciente morreu após ser atendido pelo suposto profissional. Segundo o delegado Damião Benassi Júnior, que preside o inquérito, os familiares da vítima registraram boletim de ocorrência denunciando que os procedimentos clínicos adotados pelo médico plantonista teriam provocado a morte do paciente. 

"Foi aberta a investigação e já apuramos que o rapaz se apresentou como médico na Santa Casa usando o registro de um médico de Curitiba e prontuários com o carimbo desse mesmo médico. Ele deu alguns plantões no hospital e estamos averiguando sua conduta, as receitas que usou e os exames que fez para apurar se houve responsabilidade na morte do paciente. Por enquanto ele vai responder pelos crimes de falsidade ideológica e exercício ilegal da profissão", afirmou o delegado, que aguarda também o resultado do exame de necropsia feito pelo Instituto Médico Legal (IML) de Londrina para identificar as causas da morte do paciente. A investigação ocorre sob sigilo, segundo explicou Benassi, para preservar a integridade da vítima, dos familiares e dos profissionais da Santa Casa. Caso se configure a responsabilidade do falso médico na morte da vítima, ele será indiciado também por homicídio qualificado. "Tudo vai depender do laudo do IML aliado às condutas que ele [falso médico] teve no dia do óbito", pontuou o delegado. 

Damião Benassi disse que já ouviu o médico de Curitiba cujo registro profissional no Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) foi usado de forma fraudulenta pelo falso médico. "Ele disse que nunca esteve em Uraí e não conhece o falso médico", salientou Benassi. Em relação à responsabilidade da Santa Casa, o delegado relatou que os diretores do hospital informaram que não cobraram a apresentação de documentos do falso médico porque o profissional havia apresentado o registro do CRM e o carimbo médico. "Vai demandar um pouco mais de investigação para determinar quem contratou esse falso médico. Não ficou claro se ele trabalhou em troca de plantões ou se era contratado. A Santa Casa disse que ele não era contratado, que atuou trocando plantões com outros médicos", disse Damião Benassi Júnior. 

Como as investigações ainda estão em curso, o delegado explicou que o falso médico só será indiciado quando o inquérito estiver concluído e for oferecida denúncia ao Ministério Público e ao Poder Judiciário. A polícia não sabe o paredeiro do profissional, que, de acordo com Benassi, não mora em Uraí e não retornou mais à cidade desde que o caso da morte do paciente veio à tona.
Diego Prazeres
Reportagem LocalFolhaWeb

sábado, 18 de outubro de 2014

Telhado de hospital em Campo Largo desaba e 400 pacientes são transferidos às pressas


O telhado do Hospital e Maternidade Nossa Senhora do Rocio em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, desabou durante o temporal que atingiu a região no fim da tarde desta sexta-feira (17). Cerca de 400 pacientes tiveram de ser transferidos para o prédio novo, que fica no bairro São Jerônimo. Entre os pacientes, 45 bebês que estavam internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal. O prejuízo material ainda não foi calculado, no entanto a administração do hospital confirmou que vai o manter fechado por, no mínimo, uma semana.
Ninguém se feriu e todos os pacientes foram transferidos em cerca de 40 minutos com o auxílio de ambulâncias do próprio hospital e também de redes particulares. A ala mais afetada foi a da UTI neonatal, os primeiros a serem levados para outro prédio às pressas, ainda entubados, de acordo com a administração do hospital.
Também, o hospital confirmou que ninguém ficou ferido, no entanto vários equipamentos e materiais hospitalares foram danificados. Hoje pela manhã equipes de reparos começariam a calcular o prejuízo.
Com informações: http://www.bandab.com.br/

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Avaranda Lounge Bar Apresenta, Show Nacional com a Dupla VIRGILIO & TIAGO


Avaranda Lounge Bar Apresenta, Show Nacional com a Dupla VIRGILIO & TIAGO, tocando os seus maiores sucessos, Dia 18 de Outubro - Sábado, com inicio a partir das 23:00 Hrs. Convites e Mesas limitados, corra e garanta já o seu, 1º Lote por apenas R$: 10,00 (Dez Reais)

Equipe de Segurança G.A.E.

Maiores Informações e Reservas.
www.avarandaloungebar.com.br
Whats (043) 9137-3683

OUTUBRO ROSA - APOIAMOS ESTA CAUSA !!!

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Horário de verão começa à meia-noite do próximo sábado


Começa à meia-noite deste sábado, 19, o horário de verão em dez estados do país, além dos distrito federal. Nessa hora, moradores do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Distrito Federal devem adiantar em uma hora seus relógios. A medida vale até o dia 22 de fevereiro.

Prefeito de São Jerônimo da Serra é alvo de mais uma CP

Foi aberta na Câmara de Vereadores de São Jerônimo da Serra uma nova Comissão Processante (CP) contra o prefeito licenciado Adir dos Santos Leite (PSDB). A investigação foi aprovada por unanimidade na sessão de terça-feira e tem como base uma denúncia feita por um eleitor sobre supostas irregularidades na licitação para compra de pedras para uso em estradas municipais. Contra Adir, foi aberta, há 20 dias, outra CP sobre suposta infração político-administrativa por fraude na compra de combustíveis com dinheiro público. 

Adir pediu licença do cargo logo após a deflagração, no início de agosto, da Operação Sucupira, coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – braço do Ministério Público (MP) do Paraná –, quando foram cumpridos 55 mandados de busca e apreensão e 18 de prisão, durante investigação sobre a existência de uma possível organização criminosa na Prefeitura de São Jerônimo da Serra. São réus, em ação criminal, 39 pessoas, entre familiares de Adir, servidores e os vereadores José Jacir Sampaio (PSD), Isaque Pereira Martins (PPS) e Amarildo Bueno (PR). O prefeito, com foro privilegiado, foi denunciado ao Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná. 

Liminar revogada
Ontem, o juiz de São Jerônimo da Serra, Paulo Fabricio Camargo, revogou a liminar que havia concedido na semana passada à defesa de Adir, suspendendo a CP sobre suposta fraude na licitação para compra de combustíveis. Na ocasião, o juiz atendeu a um mandado de segurança e avaliou que a falta de numeração nas mais de 400 páginas da denúncia poderia prejudicar o direito de defesa do acusado. 

Segundo o advogado da Câmara de Vereadores, Emmanuel Casagrande, "o procedimento segue corretamente a legislação e isso foi apresentado ao juiz, inclusive quanto à numeração necessária nas páginas". Na decisão de ontem, o magistrado concedeu nova contagem de tempo para a defesa prévia do acusado, "restituindo-lhe oito dias para a apresentação de defesa no processo, a partir da intimação desta decisão". 

A reportagem procurou o advogado de Adir, Maurício Carneiro, mas a assessoria informou que ele está em viagem.
Edson Ferreira
Reportagem LocalFolhaWeb